domingo, 3 de setembro de 2017

MAIS UM ANO SEM REAJUSTE AOS JUÍZES

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu na tarde DO DIA 9.ago)negar a inclusão de um reajuste de 16,38% no salário dos ministros na proposta orçamentária de 2018. 

A presidente do Supremo, Cármen Lúcia, apresentou a proposta sem o aumento. Foi acompanhada pela maioria dos integrantes do Tribunal.

Ricardo Lewandowski abriu a divergência. Foi o maior porta-voz do reajuste. O ministro disse que o valor corresponde à recomposição parcial dos salários dos juízes em razão da inflação acumulada de 2009 a 2014.

Votaram contra o reajuste os ministros Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Edson Fachin e Alexandre Moraes. Foram favoráveis Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux.

* A Magistratura experimenta um congelamento de seus vencimentos desde 2015, não havendo qualquer previsão orçamentária que contemple reajustes para os próximos anos. Em contrapartida, outras diversas carreiras de Estado do serviço público federal perceberam aumentos remuneratórios no período de 2016/2017.

Nenhum comentário: