sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Paredes do Curso de Direito da UFPA são pichadas durante festa

Uma intervenção urbana realizada durante um sarau artístico na Universidade Federal do Pará (UFPA), ocorrida na noite de quinta-feira (29), causou polêmica entre a comunidade acadêmica e pessoas de fora da instituição.
Durante o ato, as paredes de um dos blocos de aula foram pichadas com frases contra a homofobia e apoio a movimentos de minorias.

As pichações ocorreram nas paredes do bloco J, no campus básico, onde são ministradas as aulas do curso de Direito.

Algumas frases inclusive foram escritas sobre a entrada do Centro Acadêmico do curso.
O momento em que um jovem realizava a pichação chegou a ser filmado por uma das testemunhas.
Frases como "Eu quero é gozar! LGBT vive", "manicômios nunca mais", e "Justiça para quem?" foram escritas durante o sarau, que, segundo participantes, contou com a apresentação de música, poesia e questionamentos sobre a homofobia dentro da instituição.
Algumas frases manifestava apoio à luta LGBT. (Foto: repodução)
A intervenção foi bastante criticada por estudantes da instituição, que caracterizaram o ato como "vandalismo" e "depredação do patrimônio público".
As paredes pichadas são do bloco em que são ministradas as aulas do curso de direito (Foto: Reprodução)

Em nota, a Universidade Federal do Pará (UFPA) informa que o Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) repudia veementemente os atos de vandalismo praticados por alunos da própria UFPA, nos pavilhões de sala de aula do Curso de Direito (Bloco J do profissional). A direção informa ainda que envida esforços para a melhoria da infraestrutura física do curso, apesar das dificuldades financeiras impostas pelo governo federal, e se vê atacada patrimonialmente por pessoas inimigas do patrimônio público e que tomará medidas administrativas, civis e criminais que o caso enseja.
(DOL)

Nenhum comentário: