terça-feira, 8 de abril de 2014

TRT8 é premiado como 1ª lugar no Índice de Desempenho do Judiciário

Na manhã desta segunda-feira, 07, a Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, Desembargadora do Trabalho Odete de Almeida Alves, recebeu o prêmio IDJus ano-base 2012 (Índice de Desempenho do Judiciário), como 1º lugar entre os 24 Tribunais que integram a Justiça do Trabalho Brasileira. O IDJus realiza um diagnóstico do desempenho e desenvolvimento nos três segmentos do Poder Judiciário (Justiça Estadual, Justiça Federal e Justiça do Trabalho).

Desenvolvido desde 2010 pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), o IDJus considera três dimensões básicas da administração judiciária: a gestão orçamentária, a gestão de recursos e a gestão de processos. Os dados estatísticos utilizados para a sua elaboração são os números oficiais fornecidos ao Conselho Nacional de Justiça pelos próprios tribunais, considerando a primeira e segunda instância.

O TRT8 ocupou o 1º lugar com um índice de 54,5, empatando com o TRT da 2ª Região (São Paulo). Este índice foi superior ao índice geral da Pesquisa (53,9) e ao índice geral da Justiça do Trabalho (51,2). O Tribunal passou, no período de um ano, de 6º para 1º lugar, o que reflete os esforços no sentido de gerir os recursos da melhor maneira possível, refletindo assim numa prestação jurisdicional mais célere e efetiva.

De acordo com os dados da pesquisa, o TRT8 teve destaque com relação a gestão de processos, com uma taxa de congestionamento de apenas 24,3% e uma taxa de atendimento de demanda de 103,5%. Dentro deste mesmo item, foi analisado ainda a produtividade de magistrados e servidores, onde se tem, respectivamente, um total de 1.093 e 136 processos/ano. Comparando os dados das pesquisas de 2011 e 2012, neste ponto o Tribunal elevou seu índice de 47,7 para 52,8.

Outro ponto de destaque se refere a gestão de recursos em tecnologia, onde o Tribunal teve seu índice elevado de 70,4 em 2011 para 75,0 em 2012. Neste item, os temas avaliados são governança de TI, infraestrutura, equipamentos, segurança da informação, pessoal de TIC, aplicativos, capacitação, comunicação de dados, processo eletrônico e telefonia. Os dados confirmam as melhorias do Tribunal neste sentido, visando garantir inclusive um funcionamento mais eficiente do Processo Judicial Eletrônico (PJe), implantado em 2012 na 8ª Região.

A entrega do Prêmio foi realizada em evento aberto pelo Ministro do Superior Tribunal Federal Gilmar Mendes, que integra, como Coordenador, o Conselho Científico do Centro de Pesquisas sobre o Sistema de Justiça Brasileiro (CPJus). A cerimônia contou ainda com a participação do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, do Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Juiz João Ricardo dos Santos Costa e do Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Dr. Marcus Vinicius Furtado Coelho.

Para a Presidente do TRT8, Desembargadora Odete Alves, "este prêmio nos deixa muito agradecidos e honrados, porque é resultado do esforço conjunto dos magistrados e servidores que integram a Justiça do Trabalho da 8ª Região, que conseguiram fazer muito com o pouco que tínhamos", destacou.

Responsável: ASCOM

Nenhum comentário: