quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

BELÉM: ESGOTO A CÉU ABERTO

A cada dia fico mais triste de morar em Belém.
Cidade suja, desorganizada, barulhenta, sem qualquer respeito aos que aqui vivem.
Culpa exorbitante do poder público, aliada a falta de educação de nosso povo, onde a rua é o lixeiro coletivo.
Cada ano a situação piora, falta de saneamento, trânsito infernal, sem qualquer qualidade de vida etc...
A notícia abaixo bem confirma o que infelizmente sentimos diariamente.

Doze das 50 maiores favelas do país estão localizadas na Região Metropolitana de Belém, capital do Pará, segundo dados do Censo Demográfico 2010, divulgados nesta quarta-feira (21) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O levantamento traça o perfil dos chamados aglomerados subnormais do país.
Cinco aglomerados carentes do Pará estão entre os mais populosos: Assentamento Sideral (39.706), Baixadas da Condor (38.873), Bacia do Tucunduba - Terra Firme (35.111), Bacia do Una -Telégrafo (30.094) e PAAR, em Ananindeua (29.709). 

Um comentário:

adi bh disse...

olha em partes concorcordo com voce,realmente o que voce disse e verdade eu fiquei ai 15 dias e sai deste lugar apavorada, realmente a realidade do belenense e um caos ,tanto no trasito,como poluicao ambiental e sonora,um tanto quanto violenta muita falta de saneamento basico.Mas acho que esta na hora de cobrarmos de3 nos mesmos mais um pouco de atitude quando uma pessoa deixa de fazer suas necessidades fisiologicas dentro do possivelmente correto que e o banheiroe fazemos na rua de quem é a culpa/qUANDO COMEMOS ALGO E ATIRAMOS A EMBALAGEM NA RUA?QUANDO POLUIMOS MARES E RIOS?QUANDO NAO VOTAMOS DIREITO DE QUEM É A CULPA?????somos SENHORES DOS NOSSOS ATOS PODEMOS SERMOS MELHORES E TUDO MELHORARA......