sexta-feira, 17 de junho de 2011

Servidores do Judiciário realizam Ato unificado

As cidades que já aderiram ao movimento grevista são: Belém, Ananindeua, Santarém, Capanema, Redenção e a capital do Amapá, Macapá. Os locais onde a greve já começou estão mantendo o índice mínimo de 40% dos serviços, alguns com sistema de rodízio.
Servidores do Judiciário Federal no Pará e Amapá irão realizar (17) um “Ato Unificado” com os servidores em greve do Ministério Público da União (MPU), servidores da Justiça Federal, do TRT, TRE/PA e Fórum Trabalhista de Ananindeua. O Ato será ás 10h, na Justiça Federal (Domingos Marreiros).
A categoria reivindica revisão salarial e pede a aprovação do projeto de lei 6613/2009, que tramita no Congresso Nacional desde a greve de novembro de 2009. O PL propõe reajuste salarial com impacto orçamentário estimado em 28% sobre a folha atual do judiciário. A categoria está sem reajuste desde 2006.
Em 2010, o então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o presidente do STF, Cezar Peluso, firmaram um acordo para aprovação do PL 6613/2009, após o período das eleições. Mas, segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal dos Estados do Pará e Amapá, até agora nada foi feito. “A luta da categoria vai muito além de um simples reajuste salarial, os servidores também lutam para melhorar a Justiça Brasileira”, afirma nota do Sindicato. 
A mobilização segue o calendário Nacional da Fenajufe (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União). Os estados que já estão em greve são: Pará; Amapá; Distrito Federal; Bahia; Mato Grosso; e a Justiça do Trabalho do Amazonas e de Roraima.

(Ascom Sindjuf-PA/AP)

Nenhum comentário: