quarta-feira, 22 de junho de 2011

PALAVRAS DE UM JUIZ FEDERAL: "Justiça Federal é mais lenta que a do Trabalho"

Ex-advogado trabalhista, juiz é contra a junção

Do juiz federal e ex-advogado trabalhista Francisco Alves dos Santos Júnior, de Recife, sobre a proposta de unir a Justiça Federal e a Justiça do Trabalho defendida pelo juiz federal José Márcio da Silveira e Silva, do Distrito Federal:

Fui advogado trabalhista por oito anos, na cidade de São Paulo e passei a ser juiz federal em fevereiro de 1988, na bela capital pernambucana. A proposta de junção da Justiça do Trabalho com a Justiça Federal não me parece boa. As finalidades das duas instituições são totalmente diversas. A única coisa comum é a carreira dos Magistrados.
A Justiça do Trabalho é muito mais ágil e se utiliza de uma processualística mais leve. A junção iria prejudicar, em demasia, os trabalhadores, pois a prática demonstra que o agigantamento dos órgãos públicos os tornam mais burocráticos, sinônimo de lentidão. E a Justiça Federal é muito mais lenta que a Justiça do Trabalho.
O Magistrado trabalhista tem visão de mundo totalmente diversa da visão do Magistrado federal. A mistura certamente não seria positiva. Melhor aprimorar as duas Justiças, sem misturá-las.

Nenhum comentário: