segunda-feira, 9 de maio de 2011

EUA - DEMOCRACIA, LIBERDADE E IGUALDADE

O horror da guerra



Em 2005, Samar Hassan, então com cinco anos de idade, assistiu à morte de seus pais e do irmão na cidade de Tal Aafar, Iraque, quando o carro da familia não atendeu aos pedidos dos soldados americanos para ser vistoriado. Foi metralhado na hora.
A foto de Samar em estado de choque, na época divulgada pelo The New York Times, correu o mundo e alcançou grande repercussão. Hoje, é considerado um dos documentos mais brutais sobre a guerra no Iraque.
Vivendo atualmente no Texas, somente na semana passada Samar se dispôs a examinar fotos do incidente. O The New York Times publicou reportagem a respeito.


Nenhum comentário: