segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Tribunal chileno congela fusão entre LAN e TAM para consultas

O tribunal de defesa da livre concorrência do Chile suspendeu para investigação o processo de fusão entre as companhias aéreas LAN e TAM, o que poderá atrasar ou até mesmo frustrar a tentativa de se criar uma das maiores empresas do setor no mundo.

Em meados de janeiro, LAN e TAM determinaram os termos para unir as operações das duas companhias em um prazo entre seis e nove meses.


A decisão de suspender temporariamente a fusão para novas investigações foi dada após uma representação da associação de direitos de consumidores chilena Conadecus. Apesar de não ser parte do processo, a associação pediu à corte, na sexta-feira, um parecer sobre a adequação do acordo às normas do país. O tribunal acatou o pedido --e com isso o trâmite do processo foi interrompido. "Suspenda-se nesse ínterim a operação consultada", afirmou a corte em resolução publicada na internet.

Em sua representação, a Conadecus disse acreditar que a operação "poderá acarretar graves e nocivos efeitos em matéria de concorrência e que vão muito além da rota Santiago-São Paulo".

Anunciada em agosto de 2010, a fusão LAN e TAM deve criar uma das maiores empresas de transporte aéreo do mundo, com 40 mil funcionários e voos para mais de 115 destinos em 23 países. A expectativa anterior das duas companhias era de iniciar operações conjuntas já a partir de junho de 2011.

Fonte: Folha.com (com Reuters) - Imagem: flightglobal.com

Nenhum comentário: