domingo, 6 de junho de 2010

SUADORO NO AEROPORTO DE BELÉM

Terça-feira dia 01 de junho fui ao aeroporto de Belém embarcar para Macapá, no GOL, atendendo convite para realizar palestra na programação do Curso de Mestrado em Direito Ambiental da Universidade Federal do Amapá.
Fiz o check in on line, imprimi meu cartão de embarque e as 13:00 horas rumei ao aeroporto.
Fui direto a sala de embarque e o portão era o de número 6.
Como sai direto da Justiça para o aeroporto, estava de paletó.
Lá chegando me acomodei e tirei uma revista para ler, mas não teve como.
Estava um forno, todo mundo reclamando, pois o ar-condicionado desligado.
Até que apareceu um funcionário da Infraero e pedi informações, obtendo resposta que o ar-condicionado estava em manutenção.
Quando ligado o ar do aeroporto já não funciona bem, imaginem desligado, em um ambiente confinado as 13:30 da tarde em Belém. Sauna forçada e sem qualquer explicação ao usuário.
O sistema de som anuncia tudo, vacina contra gripe, pegar táxi etc... Custava anunciar e pedir desculpas pelo ar-condicionado?
Custa sim, pois pouco importa a Infraero o usuário, o que fazer, deixar de viajar de avião, fazer greve, nada disso, somos submetidos a condições precárias e tanto faz.
A Infraero é remunerada, pelos serviços prestados, por meio de Tarifas Aeroportuárias criadas pela Lei nº 6.009, de 26/12/1973, e regulamentadas pelo Decreto nº 89.121, de 6/12/1983 e a Tarifa aeroportuária é paga pelo PASSAGEIRO.
A Tarifa de Embarque é fixada em função da categoria do aeroporto e da natureza da viagem (doméstica ou internacional) e cobrada antes do embarque do passageiro.
Remunera a prestação dos serviços e a utilização de instalações e facilidades existentes nos terminais de passageiros, com vistas ao embarque, desembarque, orientação, conforto e segurança dos usuários.
Belém é classificado como aeroporto de primeira caregoria, assim para cada voo doméstico pagamos a Infraero R$-19,62.
Pago de forma compulsória e não disponho de qualquer retorno.
O jeito nessa nossa Belém de Ninguém, é ir levando, suando e gritando, afinal, a gente vai levando, vai levando.......

Nenhum comentário: