quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Azul acaba de atingir dois milhões de passageiros




A Azul acaba de atingir, neste momento, o número de dois milhões de passageiros em menos de um ano de operação. O passageiro de número dois milhões acaba de chegar ao aeroporto Santos Dumont. Ricardo Sanchez, analista de projetos, tem 30 anos e mora em Americana, São Paulo.
Esta é a primeira vez que Ricardo está voando pela Azul, com passagem marcada para às 14h30 com destino à Viracopos. Ricardo ganhou um ano de passagem grátis com direito a acompanhante para qualquer destino operado pela companhia. Para receber o cliente a companhia aérea preparou um esquema especial. Uma das atrações é uma banda de música tocando no local.
Pedro Janot, presidente da companhia, falou sobre as próximas metas. "Quebramos mais um recorde da aviação ao atingir a marca de dois milhões com menos de um ano de operação. Nossos cálculos apontam para quatro milhões de passageiros em 2010 e oito milhões em 2011", revelou. De acordo com ele, o crescimento da Azul em 2009 deve estar em torno de 10% e para 2010 na faixa dos 12% a 15%.
Gianfranco Beting, diretor de Marketing, acredita que os três milhões de passageiros devem ser alcançados em março ou abril do próximo ano. "Estamos bem animados. Não foi um ano fácil, mas é muito recompensador saber que os clientes gostam de nosso produto e serviço", afirmou durante a "festa" realizada no Santos Dumont.
A Azul fecha 2009 com 14 aeronaves e confirma mais sete para 2010. O investimento nesses novos equipamentos é de US$ 300 milhões. Os planos para 2010 são atender sete novas cidades e manter a taxa de ocupação da empresa em torno de 87%, número atual.
Ainda como plano futuro está a utilização do aeroporto de Congonhas. "Nossa intenção é ter 20 slots. Atualmente só existem slots disponíveis para fim de semana e isso não é interessante", explicou Janot. Contudo, ele fez questão de ressaltar que o objetivo da Azul vai continuar sendo os mini-hubs. "Queremos sempre os aeroportos menores, espalhados por todo o Brasil", justificou.

Fonte: BGA.

Nenhum comentário: