segunda-feira, 6 de outubro de 2008

ELEIÇÕES - VAI TER 2º TURNO EM BELÉM

Prefeito - Última atualização: 06/10/2008 - 03h03
Total de eleitores: 961.232
Duciomar Costa - PTB
35% - 252.958 votos válidos

Priante - PMDB
18% - 136.388 votos válidos

Mário - PT
18% - 130.001 votos válidos

Valéria - DEM
13% - 96.041 votos válidos

Arnaldo Jordy - PPS
11% - 82.625 votos válidos

Marinor Brito - PSOL
2% - 14.594 votos válidos

Delegado joão Moraes - PSL
0% - 6.153 votos válidos

Votos nulos: 35.311 (4%)
Votos brancos: 19.053 (2%)
Abstenções: 176.000 (18%)
Total: 230.364 (24% dos eleitores).

3 comentários:

Anônimo disse...

Duciomar e Priante disputarão o segundo turno
06/10/2008 - 4h0m

Somente na madrugada desta segunda-feira (6) o candidato Duciomar Costa (PTB) soube o nome do adversário no segundo turno para a Prefeitura de Belém. A demora na totalização do votos foi resultado de um domingo repleto de espera para os eleitores nas seções. Um total de 109 urnas eletrônicas tiveram problemas e foram substituídas no Estado.

Depois de uma disputa acirrada o nome de José Priante (PMDB) foi confirmado na disputa para o segundo turno. Duciomar Costa, candidato à reeleição, obteve 35,19% dos votos. José Priante (PMDB) recebeu 18,98% dos votos. Mário Cardoso (PT), que disputou voto a voto com Priante, ficou com 18,09% e Valéria Pires Franco (DEM), considerada uma forte candidata ao segundo turno, obteve 13,36% do votos. Arnaldo Jordy ficou com 11,50%; Marinor Brito (PSOL) alcançou apenas 2,03% dos votos e João Moraes (PSL) com 0,86 dos votos.

Por volta das 21h30, Duciomar Costa realizou uma coletiva de imprensa. De acordo com o candidato, o momento é de comemoração. 'Avalio a campanha do primeiro turno de forma bastante positiva. Nossa porcentagem é o dobro do segundo colocado e isso é muito bom. Seguimos com os ânimos renovados', declarou Duciomar.

Duciomar votou ainda pela manhã, às 9h55, na Escola Estadual Donatila Lopes, no bairro da Pedreira. O candidato da coligação 'União por Belém' teve que esperar cerca de uma hora na fila porque a urna de sua seção apresentou problema.

José Priante, comunicou, através de sua assessoria que só falará com a imprensa na manhã desta segunda-feira. O candidato da coligação 'Melhor pra Belém', votou às 10h30 na Faculdade de Medicina do Pará e demonstrou otimismo dizendo que iria para o segundo turno.

Ananindeua - No segundo maior colégio eleitoral do estado. A disputa também deve ser decidida no segundo turno das eleições entre Helder e Pioneiro.

Já em Santarém, terceiro maior colégio, a candidata Maria do Carmo conseguiu a reeleição com 52,81% dos votos.

Problemas - Ao longo de todo o dia, foram registrados diversos problemas durante a eleição, principalmente com as urnas eletrônicas. Prisões por boca-de-urna foram as ocorrências mais comuns. A primeira localidade paraense a trocar a urna eletrônica pelo voto manual foi Curuá, distrito de Alenquer. Em Belém aproximadamente 30 urnas foram trocadas por manuais.

Em coletiva, a presidente do TRE, Raimunda Noronha, disse que 30% das urnas que apresentaram problemas no sistema eram de 1998, ou seja, já eram usadas há 10 anos. Arnaldo Duarte, membro da junta apuradora, afirmou que, apesar da previsão do Tribunal Superior Eleitoral anunciar que até às 22h todas as capitais já conheceriam seus candidatos, 'o tempo de apuração em Belém esteve dentro do esperado, dentro na nornalidade. Um ponto ou outro registrou problema, mas foi sanado, não prejudicando a apuração'.
Em Juruti, região oeste do Pará, teve o incidente com maior gravidade: duas urnas foram destruídas. O juiz eleitoral do município Cláudio Rendeiro disse que candidatos a vereador tiveram suas candidaturas impugnadas, mas tentaram convencer os eleitores que suas candidaturas eram válidas. Revoltados, os eleitores que votariam nesses candidatos quebraram as urnas. Tropas do Exército e Policias Civil e Militar foram enviadas ao município.

Fonte: ORM.

Anônimo disse...

Abstenção chega a 18% em Belém
Irna Cavalcante
Especial para o UOL
Em Belém
Um dos dados mais relevantes das eleições deste ano em Belém foi o grande número de abstenções do pleito. Com pouco de 92% das urnas apuradas, chega a 160.588, o equivalente a 18% dos votos, o número de eleitores que deixaram de votar este ano. O percentual é maior do que os votos obtidos até agora pelo segundo colocado na disputa, o candidato José Priante (PMDB), que tem até o momento 123.680 votos.

A explicação para este percentual alto de abstenções pode estar na falha técnica das urnas eletrônicas. Foram mais de 109 urnas que apresentaram problemas.

Durante coletiva à imprensa, a presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará, desembargadora Raimunda Noronha, não quis falar de problemas, mas admitiu que cerca de 30 urnas, em 14 Zonas Eleitorais em Belém, tiveram pane e a votação teve que ser realizada do modo tradicional, à mão. Quando questionada sobre que problemas que fizeram com que a capital atrasasse o início da apuração, a desembargadora rebateu dizendo que apenas um técnico do Tribunal Superior Eleitoral poderia detalhar os motivos. "Vamos avaliar todos os problemas e solucioná-los para o segundo turno", informou.

A forte chuva que caiu sobre Belém ao longo do dia e falta de energia elétrica em vários pontos da cidade também contribuíram para o atraso nos prazos de votação. Em muitos lugares, às 18 horas, ainda havia muitas pessoas por votar. Outras desistiram diante das dificuldades.

Também chamou atenção no pleito o resultado das pesquisas do Ibope/Rede Globo realizado em Belém. Desde o início da disputa, a candidata democrata Valéria Pires Franco era apontada como uma das favoritas desta eleição, empatada tecnicamente com o atual prefeito Duciomar Costa (PTB). Tanto que em determinados momentos chegou a ocupar a liderança nas pesquisas. Mas com mais de 92% das urnas apuradas, o que se constata é que as projeções não se confirmaram. Valéria está na quarta colocação, com apenas 13% dos votos válidos. Atrás de Duciomar Costa (PTB), com 35%; José Priante (PMDB), com 18% e Mário Cardoso, com 17% dos votos. Ela está com uma diferença pequena até mesmo para Arnaldo Jordy que conta com 11% dos votos válidos, mas que na pesquisa era apontado como detentor de apenas 7% das intenções de voto.

Procurada pela reportagem, Valéria não foi localizada para comentar seu desempenho nestas eleições.

Anônimo disse...

Duciomar Costa - PTB 255.525 35%
Priante - PMDB 138.379 19%
Mário - PT 131.670 18%