domingo, 14 de setembro de 2008

Pesquisa Ibope aponta empate técnico entre Duciomar e Valéria

Irna Cavalcante - Especial para o UOL - Em Belém
O cenário eleitoral em Belém segue indefinido, mas as diferenças diminuem entre os primeiros colocados de acordo com a segunda rodada de pesquisa Ibope/TV Liberal, realizada em Belém entre os dias 2 e 4 de setembro de 2008 com 602 eleitores, e divulgada neste domingo (7) pelo jornal "O Liberal". O atual prefeito Duciomar Costa (PTB) e a candidata Valéria Pires Franco (DEM) permanecem empatados na primeira colocação com 24% e 22% da preferência do eleitorado, respectivamente. A margem de erro é de quatro pontos percentuais.Na pesquisa anterior a diferença entre Duciomar para Valéria era de três pontos percentuais, com 24% e 21% respectivamente.
PESQUISA ANTERIOR
Levantamento divulgado no dia 17 de agosto também mostrou empate técnico entre Duciomar e Valéria
Em terceiro lugar segue o candidato peemedebista José Priante com 11% das intenções de voto. São três pontos a menos do que em agosto. Já Mário Cardoso (PT) permaneceu estável com 8% de preferência. Arnaldo Jordy (PPS) caiu de 5% para 4%, enquanto Marinor Brito (PSOL) subiu de 1% para 2%. O candidato do PSL, João Moraes continua com 0%. Votos brancos e nulos somam 13% enquanto que 15% dos entrevistados não sabem ou preferiram não responder.
EspontâneaNa pesquisa espontânea do Ibope chama atenção o decréscimo significativo no percentual de eleitores que se dizem indecisos sobre sua intenção de voto ou que preferem não responder a questão. Foram 17 pontos percentuais a menos, atingindo 33% nesta rodada. O número de votos brancos ou nulos somam 13%, quatro pontos percentuais a mais que na pesquisa de agosto.Dentre os candidatos, o empate entre Duciomar e Valéria persiste. Ele detém 20% dos votos espontâneos, quatro pontos a mais que em agosto, enquanto a democrata cresceu 7%, atingindo 17% em setembro.
Segundo turnoNum virtual segundo turno, o Ibope auferiu que numa disputa entre Valéria e Duciomar, ela ficaria com 41% da preferência do eleitorado contra 30% do petebista.Duciomar também teria uma final acirrada se seu oponente fosse o peemedebista José Priante. Seriam apenas dois pontos de diferença, sendo 36% das intenções de voto para reeleição de Duciomar contra 34% de Priante.A única situação em que Duciomar tem vantagem sobre seu adversário no segundo turno é a de uma disputa contra o petista Mário, na qual o prefeito tem 40% das intenções de voto contra 29% do petista.Já a candidata Valéria Pires Franco figura numa posição mais confortável segundo o Ibope. Num eventual segundo turno ela ganharia de 45% a 26% de Priante e de 49% a 19% de Mário Cardoso.
Rejeição
A pesquisa também auferiu os índices de rejeição dos candidatos. Apesar de seguir na liderança dos números com 31%, o Ibope mostra que Duciomar Costa diminuiu nove pontos percentuais em relação a setembro. Em seguida, vem Mário Cardoso com 25% de rejeição, 12 pontos a mais que em agosto, e o delegado João Moraes com 21%. Valéria aparece estável com 14% de rejeição.
RepercussãoA nova rodada de pesquisas do Ibope desagradou os candidatos que perderam pontos nas pesquisas. Quem cresceu, acredita que vai alavancar a candidatura ainda mais com base no número de indecisos e nos índices de rejeição dos primeiros colocados.Na liderança, Duciomar Costa se disse satisfeito com os resultados que o apontam como favorito em três importantes sondagens junto ao eleitorado. Também ressaltou a queda na rejeição ao seu nome como outro ponto positivo da pesquisa. Para ele, como a segunda colocada permaneceu nos mesmos patamares no índice de rejeição, isso significa que a população começou a tomar conhecimento de todo o trabalho realizado em sua gestão na Prefeitura de Belém, que, por decisão judicial, foi impedido de ser mostrado um mês antes do prazo do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) que vedava a propaganda institucional.Já para a candidata Valéria Pires Franco o resultado demonstra o desejo de mudança da população e a aceitação da sua plataforma de Governo. "Os números da pesquisa refletem a confiança, o carinho e o apoio que tenho recebido todos os dias da população de Belém. Esse resultado mostra que estamos no rumo certo e nos estimula ainda mais a fortalecer o compromisso de cuidar das crianças, dos idosos, dos jovens, e de toda a família", afirmou a democrata.O candidato José Priante (PMDB) disse que os resultados não refletem a preferência do eleitorado nas ruas. "Me sinto confuso. Estes números não batem com o que a gente tem sentido nas ruas. Todos nós candidatos, da mesma forma, temos feito aferições em institutos de pesquisas, e posso garantir que este resultado não condiz com a realidade", afirmou.Arnaldo Jordy também compartilha a mesma opinião e faz críticas ao Ibope. "Não acredito no Ibope, não é e nem nunca foi um instituto confiável, acredito que esta pesquisa está mais para formar a opinião do eleitor do que para auferir a vontade do povo", afirmou o candidato do PPS, ressaltando, entretanto, que apenas os índices de rejeição do atual gestor Duciomar Costa e o número de indecisos podem ser levados em consideração. "O número de indecisos ainda é muito alto", disse.A coordenação de campanha da candidata Marinor Brito declarou que apesar da tendência de polarização é evidente o crescimento da candidata do PSOL no pleito. "A gente acha que a Marinor teve um índice de crescimento muito maior do que o que diz a pesquisa, fator que deve melhorar ainda mais se considerarmos o alto índice de rejeição do prefeito e a queda e a estagnação dos outros candidatos. Só quem cresceu foi a Marinor e a Valéria. Tudo isso nos faz ter a certeza de que vamos chegar no segundo turno", afirmou o coordenador de campanha, Fernando Carneiro.Até o fechamento desta edição, a reportagem não conseguiu entrar em contato com os candidatos Mário Cardoso (PT) e o delegado João Moraes (PSL) para que eles pudessem comentar a pesquisa.
A pesquisa foi registrada sob o nº 2098/2008 no TRE-PA.

2 comentários:

zahlouth disse...

Os números se invertem e mais uma vez e Duciomar Costa (PTB) retoma a dianteira, mas permanece o empate técnico com Valéria (DEM). Os dados constam na pesquisa Ibope, encomendada pela Tv Liberal, e divulgados neste sábado (22). As entrevistas em Belém foram realizadas entre os dias 16 e 19 de setembro.

Valéria desce de 25% para 20%, enquanto o Duciomar oscila dois pontos e agora registra 25% das intenções de voto dos entrevistados.

Priante (PMDB) retoma o patamar anterior, após elevação de cinco pontos na rodada passada, e volta a 12%. O petista Mário Cardoso segue estável, apenas varia um ponto e também marca 12% das intenções. Arnaldo Jordy (PPS) tem variação positiva de três pontos nesta pesquisa e alcança 7%.

O percentual de indecisos também se eleva, após queda na pesquisa anterior. Agora um percentual de 13% não sabem em quem votar, contra 8% n apesquisa de 13 de setembro. Brancos e nulos oscilam de 6% para 8%.

Duciomar Costa segue como o candidato com maior rejeição, mas seu índice volta a oscilar quatro pontos. Ele mantem o movimento ao longo desta campanha, com quedas e subidas alternadas. O atual prefeito registra 33%.

A rejeição à Valéria oscila para cima, indo de 17% para 21%. Mário, tem 22%, e Priante, com 13%, seguem estáveis nesse aspecto.

Segundo turno - O Ibope simulou cinco possíveis disputas ao segundo turno. Se houvesse uma disputa entre Duciomar Costa e candidata Valéria Pires os dois estariam com os mesmos percentuais, de 34%. O resultado reflete uma significativa regressão de Valéria. Na última simulação de pesquisa, 45% das intenções de voto eram para Valéria e 32% para Duciomar.

Duciomar 37% x 34% Priante – Permanece o empate técnico, com inversão de posições. Antes Priante tinha 42% e Duciomar 40%.

Duciomar 40% x 30% Mário – A vantagem de Duciomar se mantém. Mas ambos recuaram, antes possuíam 46% e 35%, respectivamente.

Valéria 38% x 30% Priante – Pela primeira vez, a vantagem de Valéria sobre Priante entra no limite da margem de erro (quatro pontos para mais ou para menos). Na pesquisa anterior o quadro era: Valéria 49% x 34% Priante.

Valéria 42% x 25% Mário – A diferença permanece próxima da rodada anterior, pois ambos recuam, embora Valéria mais do que Mário. Na rodada passada ela possuía 52% e o petista 30%.

Avaliação - A atual administração também foi avaliada. O governo de Duciomar Costa apresenta, nesta rodada, diminuição do percentual daqueles que a consideram ruim/péssima, possivelmente migrando em boa parte para a coluna do regular. Um total de 28% a consideram bom/ótimo (contra 27% anteriormente), 42% de regular (eram 38%) e 29% de ruim/péssimo (eram 34%).

Foram entrevistados 602 eleitores. A margem de erro do Ibope é de 4 pontos percentuais, considerando um grau deconfiança de 95%. A pesquisa está registrada sob número 2186/ 2008, na 98ª Zona Eleitoral de Belém.

Fonte: ORM.

zahlouth disse...

A partir deste sábado(20), por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e com base no Código Eleitoral, nenhum candidato a prefeito, vice-prefeito ou a vereador, pode ser preso ou detido, a não ser em caso de flagrante delito, nos 15 dias anteriores às eleições de 5 de outubro, e que se estende até dois depois do pleito, ou seja, dia 7 de outubro..

Já no período entre 30 de setembro (cinco dias antes das eleições) e até 7 de outubro, essa garantia se estende aos eleitores, mas as exceções são mais amplas. Desde cinco dias antes até 48 horas depois do processo de votação, nenhum eleitor pode ser preso nem detido, a não ser em caso de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto. Essa norma, prevista no Código Eleitoral, tem o objetivo de proteger o eleitor de qualquer tipo de restrição à liberdade de votar, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Esse ano, são disputadas vagas para o cargo de prefeito e de vereador em 5.563 cidades do país e cerca de 52 mil cadeiras de vereador e, de acordo com o TSE, cerca de 380 mil candidatos estão inscritos. Neste pleito, só não votam os moradores do Distrito Federal e os eleitores brasileiros que estão ou residem no exterior.

Fonte: ORM.