domingo, 8 de junho de 2008

QUANDO O AMOR ACONTECE

João Bosco - Quando o amor acontece


Coração sem perdão, diga fale por mim
Quem roubou toda a minha alegria
O amor me pegou, me pegou pra valer
É a dor do querer, muda o tempo e a maré
Vendaval sob o mar azul
Tantas vezes chorei, quase me desesperei
E jurei nunca mais seus carinhos
Ninguém tira do amor, ninguém tira, pois é
Nem doutor nem pajé, o que queima e seduz, enlouquece
O veneno da mulher
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu
um dia, ilusão
O meu coração marcado tinha um nome tatuado que ainda
doía, cursava só a solidão
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu
um dia, esquece sim
Quem mandou chegar tão perto se era certo obrigando um
coração cigano
E agora eu choro assim
O amor quando acontece a gente esquece logo que sofreu
um dia, esquece sim
Quem mandou chegar tão perto se era certo outro
engano, coração cigano

Nenhum comentário: