segunda-feira, 16 de junho de 2008

Morre escritor paraense Benedicto Monteiro

Depois de quase um mês internado faleceu na noite deste domingo (15), em um hospital particular da capital, o escritor Benedicto Wilfredo Monteiro. O velório será na Academia Paraense de Letras. O sepultamento acontece na segunda-feira (16), no cemitério Max Domini, em Ananindeua.
Monteiro foi internado no dia 22 de maio, após uma reação a um medicamento. Desde então teve oscilações em seu quadro clínico. Chegou a ficar interando na UTI(Unidade de Terapia Intensiva) e também a ter melhora no quadro.
Segundo a família a causa da morte foi falência múltipla dos orgãos. 'Ele estava em tratamento de câncer nos ossos. Estamos muito chocados ainda', disse a neta, Taiana Monteiro.
Aos 84 anos, Bendicto Monteiro é um dos mais importantes e destacados escritores paraenses do século 20. Nascido em Alenquer, é escritor, advogado, jornalista e político reconhecido nacional e internacionalmente pela sua luta pela democracia e ligação com os movimentos que combateram o regime militar de cuja ditadura, o escritor foi vítima, perseguido e prisioneiro.
Benedicto Monteiro criou a Procuradoria Geral do Estado, sendo o primeiro Procurador Geral. Em 1983 também criou e organizou a Defensoria Pública do Estado do Pará.
Além de integrante da Academia Paraense de Letras, Monteiro também era membro do Instituto Histórico e Geográfico do Pará e da Academia Paraense de Jornalismo.
Conheça um pouco mais sobre a vida do escritor em seu site oficial: http://www.verdevagomundo.com.br/

Nenhum comentário: